O nosso sangue é vermelho mas perece azul, sabe os motivos?

Se você nunca se perguntou isso, certamente já ouviu alguém perguntar. Basicamente, o sangue é sempre vermelho. Logo, a forma como o vemos através da pele é a chave do mistério.

Quando a luz passa pela pele, a frequência de ondas luminosas vermelhas é absorvida e apenas a azul é refletida, por isso vemos tal tonalidade. Curiosamente, a antiga crença de que pessoas na nobreza possuíam sangue é azul vem justamente deste ponto.

Tal título era associado aos indivíduos de pele branca e, apenas em razão da luz, suas veias “azuis” eram mais aparentes. Logo, eles costumavam se casar entre primos e parentes próximos apenas para manter a tal “nobreza do sangue”. Para além disso, este é o processo que ocorre com o sangue no corpo:

1– O coração bombeia o sangue para os pulmões para pegar oxigênio.

2– O sangue rico em oxigênio é bombeado para fora pelas artérias. Neste momento ele é vermelho brilhante em razão da alta concentração de oxigênio.

3– Pelas artérias, o sangue flui através dos minúsculos vasos sanguíneos chamados de capilares, nos quais libera oxigênio para os tecidos do corpo. Seus lábios, por exemplo, possuem uma série destes capilares e é por isso que são vermelhos.

4– O sangue, agora sem oxigênio e vermelho escuro, retorna de volta ao coração através da veia para iniciar novamente o processo.

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.

Vimos em: jornalciencia.com

Comentar