Muito cuidado com o medicamento (Paracetamol), entenda o que ele pode fazer ao seu corpo!!!

No Brasil, temos o péssimo hábito de fazer a automedicação. Como temos livre acesso a um grande número de remédios que não precisam de receita médica, tomamos um “remedinho” para cada dor que nos aparece sem antes consultar um médico. O Paracetamol (o princípio ativo do Tylenol e outros muitos remédios analgésicos e antipiréticos) é o que tomamos com maior frequência, e muitas pessoas pensam que ele é inofensivo. Existem diversos efeitos colaterais secundários dessa substância, e um novo e perigoso efeito foi descoberto recentemente, veja abaixo.

2014_07_13_230830_5d35ee739e0ef7fed39be900453f8957

Os efeitos colaterais do Paracetamol: Dor de cabeça? Febre? Dor no corpo? O primeiro medicamento que nos vem à cabeça é o Paracetamol. Barato e muitas vezes eficaz, ele está sempre presente na bolsinha de remédios em quase todas as casas. Mas tomar Paracetamol pode ser arriscado.

Estudo Canadense aponta novo efeito colateral: Um recente estudo realizado na Universidade de Toronto, no Canadá, associou o uso de Paracetamol à incapacidade de identificar erros ou tomar decisões. Como esse sintoma não é facilmente perceptível, a maioria das pessoas não nota a sua influência após tomar a medicação.

O estudo resolveu tirar a prova: os cientistas selecionaram 62 voluntários para fazer um teste. Metade do grupo ingeriu Paracetamol 1g (ou 1000mg), que é a dose normal máxima recomendada, e a outra metade ingeriu placebo (um comprimido que não causa nenhum efeito).

Depois, todos eles foram submetidos a um teste: eles estariam sozinhos em uma sala com uma tela em sua frente e um botão na mão. Toda vez que a letra F aparecesse na tela, eles teriam de apertar o botão, quando aparecessem outras letras, não deveriam fazer pressioná-lo.

O resultado foi surpreendente e determinante para o estudo: o grupo que tomou o Paracetamol apertou muitas vezes o botão quando não deveria ter apertado e também deixou passar muitas letras F sem apertar o botão. A metade que tomou o placebo teve índices de acerto muito maiores.

Outros efeitos colaterais de Paracetamol: Apesar do estudo canadense mencionado acima ser o primeiro a apontar disfunções cognitivas decorrentes do consumo da substância, outros estudos já alertaram quanto a outros efeitos colaterais perigosos, como:

Transtorno de Hiperatividade em bebês: Um estudo realizado na Dinamarca com 64 mil mulheres mostrou que as mães que fizeram uso do paracetamol durante a gravidez podem ter contribuído para o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e outros problemas comportamentais nos bebês.

Problemas cardíacos, renais e de hemorragia: O National Institute for Health and Care Excellence (Nice), da Inglaterra, apontou a possibilidade de graves efeitos colaterais associados a pacientes que ingeriam altas doses de paracetamol. Foi constatado o aumento do risco de ataques cardíacos, insuficiência cardíaca, derrames, hemorragia gastrointestinal e problemas renais.

Câncer: Um estudo norte americano relacionou o uso prolongado de paracetamol com o aparecimento de câncer no sangue. O levantamento foi feito com 65 mil pessoas que ingeriam paracetamol pelo menos 4 vezes por semana, durante período de quatro anos. Constatou-se que nestes pacientes, o risco de ser diagnosticado com uma leucemia ou linfoma era duas vezes maior do que em pessoas que não ingerem esse remédio.

Vimos em: dicas.club

Comentar