Após ler isto você nunca mais vai colocar papel higiênico no assento público

1

Quem é que nunca foi ao banheiro público, e decidiu colocar papel no assento, só para se poder sentar no vaso sanitário? Nós pensamos que, ao colocarmos aquela “proteção”, vamos ficar livres de micróbios e possíveis doenças…

Pois estamos enganados. Na verdade, o material e formato do assento do sanitário já previnem a propagação de bactérias. Para além disso, os germes não se multiplicam apenas pelo contacto com a pele. Ao colocar o papel higiênico na sanitário, pode ter o efeito contrário do pretendido…

Quase ninguém fecha a tampa da sanitário quando faz uma descarga de água. Por causa disso, os micróbios espalham-se pela casa de banho, onde está o papel higiênico, que também fica afetado.

O papel higiênico é material ideal para acumular germes. Para além disso, ele toca nas mãos, na cara, e em várias zonas do corpo que fazem com seja fácil a propagação de doenças.

Não é só o papel higiênico que é um poço de bactérias. As torneiras também o são, pois as pessoas costumam tocar nelas depois de fazerem as necessidades.

Outro objeto a ter cuidado é o secador de mãos. Eles alastram as bactérias no ar da casa de banho e, em vez de removerem as bactérias residuais que ficam depois de lavarmos as mãos, espalham-nas ainda mais. Quanto maior o fluxo do ar, mais os germes se alastram.

Então o que usar para limpar as mãos? As toalhas de papel são as mais eficazes contra bactérias.

A próxima vez que for a um banheiro público, lembrem-se da quantidade de micróbios que existem no papel higiênico antes de o colocar no assento. O ideal é levar seu próprio papel na bolsa dentro de um saco plástico, limpo é claro.

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.

Vimos em: megalupa.com

Comentar