Provavelmente você toda a vida escovou os dentes de forma errada, esta é a forma correta de escovar!!!

A escovação dos dentes é um hábito diário, mas que nem sempre é realizado da maneira correta. Muitas vezes, você pode, sem saber, estar cometendo erros que comprometem a sua saúde bucal.

Para evitar que isso aconteça, confira cinco equívocos comuns na hora de higienizar a boca e aprenda a combatê-los:

hhgj

Erros comuns ao higienizar a boca

Escovar os dentes em excesso: Escovar os dentes muitas vezes ao dia e forçar demais os movimentos não garantem uma limpeza mais eficiente e pode até provocar problemas de saúde. Fazer pressão demais com a escova sobre os dentes pode causar retração gengival, condição em que a gengivas se comprime em direção à raiz do dente e deixa a dentina exposta. Tome cuidado, pois os danos são irreversíveis em alguns casos.

Não escovar a língua: Por sentirem incômodo e, às vezes, até ânsia, muitas pessoas deixam de escovar a língua. Porém, apesar de esquecido durante a escovação, o procedimento é essencial para uma boa higiene bucal e a completa eliminação das bactérias.

Descartar o fio dental: O uso de fio dental diariamente também é imprescindível para a boa higiene bucal. Ele é o responsável pela remoção da sujeira em espaços onde a escova não alcança. Menosprezar a limpeza com o fio compromete de maneira significativa a higienização dos dentes. O ideal é passar o fio dental antes da escova, pois ele tende a deslocar e não remover completamente os restos de comida. Com o fio dental preso aos dedos, realize movimentos de cima para baixo contra o dente.

Esquecer o enxaguatório bucal: Negligenciar o uso do enxaguatório bucal é outro erro que pode comprometer a limpeza da boca. Fazer um bochecho com o produto uma vez ao dia, por cerca de 30 segundos após o uso do fio dental e a passagem da escova, ajuda a eliminar bactérias que provocam placas, tártaros e mau hálito.

Não trocar de escova de dente: Usar a mesma escova dental por um período maior do que o recomendado é outro erro que atrapalha a limpeza dos dentes. Dê preferência a escovas de cerdas macias e em grande volume, que promovem boa higienização e não machucam a gengiva ou desgastam o esmalte dental. Segundo especialistas, o indicado é que a escova de dente seja trocada a cada três meses.

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.

Vimos em: vix.com

Comentar