Cuidado com estes Alimentos, eles podem Destruir o seu Fígado em pouco Tempo!

O fígado é um órgão muito importante para a vida e a saúde. Desempenha funções como filtrar as toxinas do sangue, sintetizar proteínas e armazenar muitos dos nutrientes que o corpo precisa.

Quando mantemos um estilo de vida saudável, ele tem a capacidade de funcionar em perfeito estado todos os dias, eliminando do corpo muitas substâncias que vão ficando acumuladas. Porém, hoje em dia muitos praticam hábitos não tão saudáveis que diminuem a eficácia de seu trabalho, dando espaço a diferentes doenças.

1

Entre estes hábitos encontramos a má alimentação, que é um dos fatores que mais influenciam sua deterioração. As toxinas, o excesso de açúcares e gordura, assim como o acúmulo de outros componentes, estão piorando a saúde hepática de forma significativa.

Como em outras ocasiões já compartilhamos informações sobre o que favorece a desintoxicação e o funcionamento do fígado, hoje queremos falar sobre 6 alimentos que fazem o contrário, ou seja, o danificam. Confira neste artigo e fique por dentro!

Fast food ou comida pré-pronta: Este tipo de comida costuma ser irresistível e parece ser uma alternativa rápida para aliviar a fome quando não contamos com muito tempo para comer bem.

O grande problema é que cada um de seus ingredientes é pesado para a digestão e acaba acumulando gorduras em diferentes regiões do corpo.

Quando uma pessoa não consegue moderar o consumo desses alimentos há um alto risco de sofrer de fígado gorduroso, uma condição que causa graves dificuldades para digerir os alimentos e que está associada com o sobrepeso e a obesidade.

Aqueles que são afetados por esta condição são obrigados a melhorar sua alimentação. É preciso adicionar mais porções de frutas, verduras e cereais integrais na dieta.

Frituras: Muitas das frituras que são vendidas em lanchonetes ou que vem lacradas como aperitivos são feitas com óleos de péssima qualidade que não são adequadas para o organismo.

As gorduras saturadas e os compostos que são produzidos pelas altas temperaturas sobrecarregam o fígado de tarefas ao gerar um acúmulo de toxinas e gorduras.

Alimentos gordurosos: O corpo precisa de uma pequena dose de gordura para funcionar em perfeitas condições. O inconveniente é que muitos dos alimentos gordurosos são do tipo saturado, ou seja, não oferecerem maiores benefícios à saúde.

Eles contêm grandes níveis de calorias e frequentemente estão associados com o aumento do colesterol e dos triglicérides.

Ambas as condições afetam de forma direta a saúde cardiovascular, e também deterioram o fígado ao sobrecarregá-lo.

Para impedir isso, é essencial reduzir o consumo de:

  • Banha de porco.
  • Manteiga.
  • Creme de leite.
  • Pele de frango.
  • Temperos cremosos.
  • Maionese.

Alimentos ricos em proteínas: Atenção! Proteínas sim, mas em quantidades moderadas. Este tipo de nutriente é essencial para a formação de massa muscular e para o metabolismo, mas seu consumo em excesso pode ser ruim.

Algumas pessoas, especialmente os atletas, consomem quantidades exageradas de proteínas, e a longo prazo desenvolvem vários transtornos.

As dietas que não moderam as proteínas tendem a sobrecarregar a função hepática porque o fígado deve trabalhar para eliminar todas as toxinas que restam quando as proteínas são digeridas.

Açúcar: O consumo excessivo de açúcar é uma causa potencial de doenças crônicas como a diabetes, as patologias cardiovasculares e a obesidade.

A maioria das pessoas adiciona o açúcar comum às receitas, mas é primordial considerar que também existe açúcar nos refrigerantes comerciais, doces e sobremesas.

À nível hepático este alimento favorece o desenvolvimento do fígado gorduroso e outras condições graves como a fibrose.

Bebidas alcoólicas: O consumo excessivo de bebidas alcoólicas nos leva a ter maiores probabilidades de desenvolver transtornos graves de saúde como o câncer, o fígado gorduroso e a cirrose.

Essa substância pode chegar a cada uma das células do corpo através do fluxo sanguíneo e causar a deterioração das mesmas por culpa das toxinas.

O fígado produz uma enzima conhecida como desidrogenase, cuja função é a de metabolizar o álcool. Porém, as quantidades excessivas causam inconvenientes em sua produção e diminuem sua capacidade de digestão.

Isto, por sua vez, afeta a estrutura celular hepática e diminui sua capacidade de dissolver as gorduras que vão ficando acumuladas.

Para manter um fígado saudável e forte, modere o consumo dos alimentos que citamos aqui. Além disso, procure fazer uma desintoxicação regular com a ajuda de alguma dieta, vitaminas ou infusões.

Vimos em: melhorcomsaude.com

Comentar