As 8 Comidas Mais Nojentas do Mundo!

A melhor coisa que tem é poder comer uma comida gostosa e nutritiva! Bem, se não for tão nutritiva, mas for saborosa, está ótimo! Claro que uma boa pedida é cuidar da saúde. Mas, vamos falar sério: comer algo só porque é nutritivo não é lá essas coisas! Ainda mais quando o alimento é exótico. Vamos viajar um pouco pela gastronomia mundial.

Verme do Tronco:1

Os vermes usados nesse prato vivem nos troncos de árvores e tem 5 cm de comprimento. Eles contem proteínas e são muito consumidos na Ásia.

Queijo Pecorino Italiano:

2

Também conhecido como Cazu Marzu, esse prato é preparado com leite de ovelha. Mas esse queijo teve sua produção proibida. A razão foi que nos ingredientes são acrescentados larvas de moscas. Essas larvas deixam o queijo fermentado quase decompor. Só depois ele é consumido. Um aspecto nojentamente curioso é que o consumo deve ser feito quando as larvas ainda estão vivas.

Sopa de Morcego:

3

Prato típico na região asiática, a sopa de morcego leva como ingrediente um morcego inteiro, sem se retirar a pele e os órgãos. Para dar sabor mais apetitoso, leite de coco e legumes complementam a sopa.

Cérebro de macaco:

4

Países como Vietnã, Malásia, Indonésia, China e Tailândia gostam muito de saborear esse prato exótico. O meio normal de preparo é no molho; e é servido com pão. Os mais velhos ensinam que comer esse prato traz mais inteligência.

Vitamina de sapo:

6

Diferente do que você pensa, essa vitamina vem do Peru, não da Ásia. Dizem que essa bebida tem poderosos efeitos nutritivos. Outros ingredientes usados na vitamina são: caldo de feijão branco, aloe vera crua, raiz de maca, um sapo sem olhos e ossos e mel a gosto.

Três Squeeks:

7

O que você diria sobre comer ratos? É, esse prato envolve isso: saborear 3 filhotes de ratos. O que pode te deixar mais surpreso ainda é saber que alguns saboreiam esse prato quando os ratinhos ainda estão vivos!

Ânus de Javali:

8

Por incrível que isso possa parecer, um dos pratos mais consumidos pelas tribos nativas da Namíbia. O alimento é assado aos poucos nas cinzas. O detalhe mais chamativo: os que preparam o alimento não costumam limpar o animal antes do preparo!

Cabeça de salmão fermentado:

9

O nome aqui é para não dizer que a cabeça do peixe está quase em processo de decomposição. Os nativos do estado norte-americano do Alasca apreciam muito essa iguaria. O prato de cabeça de salmão fermentado é consumido cru e com uma pasta preparada com algumas ervas. O curioso é o pré-preparo: a cabeça do salão é enterrada durante uma semana dentro de sacos plásticos. A justificativa é que isso “amacia” a carne. Muitos casos de intoxicação alimentar e botulismo foram registrados com o consumo disto que alguns chama de alimento.

Vimos em: misteriosdomundo.org

Comentar