Estudo Revela que os Canhotos são mais Inteligentes!

Um dos grandes mitos da humanidade é a disputa mental entre destro e canhoto. Há quem diga que pessoas que utilizem a mão esquerda como primária sejam mais inteligentes. Outros afirmam o contrário.

1

No entanto, o que sabemos sobre isso? Antes de desbravar o assunto, antecipo: sabemos bem pouco. Mas vamos por partes.

O que faz alguém ser destro ou canhoto?:  Há três fatores que podem determinar a preferência de alguém para utilizar a mão direita ou esquerda como primária.

A hipótese da predefinição genética (a preferência de ancestrais define a sua) é a mais aceita. No entanto, nem sempre funciona dessa forma. Então, existem também a hipótese da aquisição (a habilidade é conquistada ainda nas fases iniciais da vida) e a hipótese hormonal (relação com níveis de testosterona, já que cerca de 12,6% dos homens são canhotos, enquanto só 9,9% das mulheres preferem o lado esquerdo).

Os destros são maioria no mundo: cerca de 90% da população tem predileção por desenvolver atividades com o lado direito do corpo. Dessa forma, apenas 10% das pessoas em todo o planeta são canhotos.

Existem, ainda, os ambidestros, que são habilidosos com ambas as mãos – ou até os pés. É muito raro alguém nascer ambidestro, no entanto, é possível aprender a ser. Ainda assim, é uma parcela muito pequena da população.

O que acontece dentro do cérebro?:  As ações humanas são controladas pelo cérebro. Ele está bem equipado para isso, com cerca de 86 bilhões de neurônios ligados por mais de mil conexões sinápticas cada.

Em destros, o hemisfério cerebral esquerdo dita o que será feito pelo lado direito do corpo. Ou seja, há uma inversão entre os locais de controle e da atitude a ser tomada.

No caso dos canhotos, o mesmo hemisfério cerebral (o esquerdo) comanda as ações, no entanto, quem toma a atitude é o lado esquerdo. Ou seja, não há inversão.

E quem é mais inteligente: o destro ou o canhoto?: Os psicólogos e cientistas especializados em estudar o cérebro estão longe de chegar a um consenso sobre como medir conceitos vagos e muito relativos, como criatividade e inteligência. Conexões entre esses atributos e lateralidade, a essa altura do campeonato, seriam infundadas. Seria necessário ter uma melhor compreensão das próprias noções humanas.

O que se sabe até o momento, por meio de recentes pesquisas, é que, aparentemente, os destros podem realizar atividades acadêmicas um pouco melhor do que os canhotos. Uma das pesquisas também sugere que os canhotos podem sofrer com dificuldades de aprendizagem e dislexia com maior frequência.

Por outro lado, canhotos dominam tarefas que envolvem a manipulação mental de objetos com maior facilidade. Isso explica, por exemplo, a alta proporção de canhotos jogadores de xadrez.

Conclusões mais generalistas que confrontam destros e canhotos são mais especulação do que ciência. No fim das contas, melhor mesmo é ser ambidestro, mas é uma habilidade tão rara e complicada de ser desenvolvida que é melhor deixar tudo como está.

Vimos em: acrediteounao.com

Comentar