5 Minutos após você beber café ISTO acontece no seu corpo!

Já parou para pensar em como o café age no corpo? A bebida, que é querida não só no Brasil – nos Estados Unidos, por exemplo, ele é a fonte número um de antioxidantes na dieta da população – já foi alvo de muitas pesquisas que tentam entender os benefícios e malefícios do grão. E, afinal, o que ele faz de verdade no nosso corpo quando ingerimos uma xícara de café?

111

Café é bom ou mau?: É aqui que mora a polêmica. Estudos já descobriram que mulheres que bebem cinco ou mais xícaras de café por dia têm 57% menos chance de desenvolver câncer de mama do que aquelas que bebem menos de uma xícara por dia. Outra pesquisa apontou que beber de três a cinco xícaras de café por dia pode reduzir o risco de morrer de doenças cardíacas em 21%. Mas nem todas as consequências para quem bebe café são boas. Veja o que acontece com seu corpo durante o processo de metabolização da cafeína.

No coração: A cafeína é um estimulante, o que significa que funciona como um acelerador do seu sistema nervoso. Além disso, uma vez que a cafeína é um vasoconstritor, estreitando os vasos sanguíneos, ela pode aumentar a pressão arterial. Por isso, nos primeiros 10 minutos após a ingestão do café, você tem o seu ritmo cardíaco acelerado e a pressão sanguínea aumentada.

Concentração: Alguns minutos depois, há um aumento na capacidade de concentração e diminuição do cansaço porque a adrenalina é liberada e sua visão chega a ficar aguçada. Por outro lado, há quem defenda que a cafeína desencadeia uma liberação de adrenalina desnecessária, colocando você em modo de “luta ou fuga” a cada poucas horas.

Nos músculos: Se você deseja se sentir menos ansiosa e estressada, livre-se da cafeína. Porém, esse modo de “luta ou fuga” pode vir a calhar se você está prestes a fazer uma corrida ou realizar um treino muscular ou aeróbico. Porque 40 minutos depois, aumenta também o nível de serotonina e seus músculos se fortalecem. Por isso, a cafeína melhora o desempenho do exercício e sua intensidade.

No estômago e intestino: Ainda quatro horas depois de ter bebido o café, há queima de gordura e produção de suco gástrico. Além do fato de que a cafeína acelera as coisas em seu sistema digestivo, o café é muito ácido, o que também aumenta o risco de diarreia. Basicamente, eliminar a cafeína da sua dieta vai fazer muito bem para evitar as viagens de emergência ao banheiro.

Energia: Cerca de seis horas depois também acontece o efeito diurético. Porém, junto com a água, o organismo elimina vitaminas, e causa um desajuste no equilíbrio de minerais como o potássio e o cálcio. Além disso, a cafeína consumida até seis horas antes de ir pra cama pode perturbar o sono. O efeito: você acorda cansado e precisa de mais cafeína.

O ciclo vicioso continua. É por isso que as pessoas que são completamente livres de cafeína têm sono mais profundo e melhor do que as que bebem até mesmo pouca quantidade de café. No começo do plano de desintoxicação, você vai sentir indisposição, mas a longo prazo, terá mais energia do que jamais obteria de um café expresso.

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.

Vimos em: vix.com

Comentar