Isto é o que acontece se o Homem tomar o Anticoncepcional feminino

Normalmente a pílula anticoncepcional tem como objetivo evitar a contracepção nas mulheres. A maioria desses medicamentos é feita a partir de uma combinação sintética de dois hormônios: estrogênio e progesterona, ambos produzidos pelo corpo feminino. No entanto, em níveis mais baixos, esses hormônios também podem ser encontrados nos homens – sendo o estrogênio responsável pela produção do esperma e para o surgimento da testosterona, principal hormônio masculino. Porém, o que aconteceria a um homem se ele tomasse apenas uma pílula anticoncepcional?

1

Absolutamente nada, de acordo com a MaineTeenHealth.org. Contudo, se ele fizer isso durante um certo tempo, começará a experimentar alguns efeitos adversos, como por exemplo, o crescimento de seios, menos pelos na face, testículos menores e uma certa diminuição na libido. Além disso, os altos níveis de estrogênio em um homem podem resultar em um aumento no risco de câncer de próstata e Hiperplasia Prostática – uma condição que faz com que a glândula da próstata cresça e dificulte a passagem da urina pela uretra.

Pelo fato de esse tipo de pílula não ser destinado ao uso masculino – apesar de alguns médicos prescreverem para tratar algumas condições, como câncer testicular e casos de próstatas pequenas – os efeitos colaterais não foram muito estudados e documentados. No entanto, conforme relatado acima, eles existem e você pode conferir com maiores detalhes abaixo:

Funcionamento se*ual: Nos homens, a testosterona é responsável pela formação e desenvolvimento das características se*uais. No entanto, quando disputa com altos níveis de hormônios femininos – presentes nas pílulas – ela se torna menos eficaz.

Portanto, os homens que tomam esse tipo de medicamento podem sofrer algumas alterações físicas nos órgãos se*uais, além de riscos como a diminuição da contagem de espermatozoides, diminuição da libido, disfunção erétil, encolhimento dos testículos e, em alguns casos, desenvolvimento de tecido mamário e escurecimento dos mamilos.

Aparência física: Sendo a testosterona responsável em grande parte pelo crescimento dos músculos e tecido ósseo em homens, quando entra em conflito com os hormônios femininos da pílula, pode fazer com que músculos da perna, peito e braços diminuam de tamanho.

Além disso, pode fazer com esses homens desenvolvam uma condição similar à osteoporose, fazendo com que os ossos fiquem mais porosos e quebradiços. O armazenamento de gordura também pode ser afetado, deixando o rosto mais feminino por causa da diminuição de pelos faciais e corporais, embora possa melhorar um pouco os efeitos da calvície.

Alterações mentais: A testosterona, nos homens, também desempenha um papel importante na virilidade, assertividade e tendências agressivas. Quando a eficácia dela é diminuída, os homens podem se tornar menos assertivos, e em alguns casos, até acabar perdendo o interesse em sexo ou outras atividades prazerosas. Além disso, o uso da pílula também pode resultar em queda de autoestima – relacionada as mudanças na aparência física, depressão, insônia e confusão mental.

Riscos de doenças: O desenvolvimento do tecido mamário nos homens pode aumentar o risco de coágulos sanguíneos relacionados aos hormônios, particularmente em homens que fumam.

Além disso, ainda pode aumentar os riscos de doenças no fígado, vesícula biliar, aumento da próstata e câncer. Contudo, de acordo com um estudo publicado pelo Journal of the American Medical Association, alcançar determinados níveis de estrogênio pode proteger os homens de doenças e ataques relacionados ao coração. [LiveStrong]

Lembramos que o comparativo da pesquisa não exprime algum tipo de ideologia ou apologia a tal tema de responsabilidade do site, estamos apenas reproduzindo um conhecimento científico.

Vimos em: jornalciencia.com

Comentar